• Home
  • Blog
  • Relação entre perda auditiva e depressão

Relação entre perda auditiva e depressão

Relação entre perda auditiva e depressão

Quando não tratada corretamente, a perda auditiva pode levar ao desenvolvimento e agravamento de doenças psiquiátricas como a depressão.

Uma pesquisa realizada pelo The Gerontologist revelou que pessoas acima de 60 anos com perda auditiva são 47% mais propensas a ter um quadro depressivo. Para analisar essa conexão, pesquisadores da Austrália avaliaram dados de 35 estudos anteriores e um total de 147.148 participantes com, no mínimo, 60 anos de idade.

Um dos motivos mais evidentes apontados pelos pesquisadores para o início do quadro depressivo é o isolamento que a perda auditiva ocasiona. Quando a pessoa começa a sentir dificuldades para ouvir, a tendência é que ela se afaste do convívio da família e dos amigos, evitando lugares com muitos ruídos e levando uma vida mais solitária, sem interações sociais.

Além da depressão, pode haver também o risco de desenvolvimento de demência: estudos realizados pelo Journal of Gerontology: Medical Sciences mostram que, entre as pessoas com perda auditiva que não usam aparelhos, há 21% de aumento de risco desta doença.

 

Alguns outros fatores ligados ao desenvolvimento da depressão em pacientes com perda auditiva são:

– Baixa autoestima: por não escutar direito, o paciente não consegue realizar as suas atividades da mesma forma que antigamente, gerando um sentimento de inutilidade e baixa autoestima.

– Falta de apoio da família e amigos: o paciente pode se deparar com falta de paciência das pessoas ao tentar se comunicar e, por causa disso, desiste de tentar se esforçar para ser compreendido.

– Zumbido no ouvido: em casos de perda auditiva, muitas pessoas também experienciam o zumbido no ouvido. Esta condição pode ser debilitante e contribuir para o aumento de estresse.

– Desânimo: por conta da dificuldade de comunicação, a pessoa não sente mais prazer em sair de casa.

O diagnóstico precoce é essencial para que o quadro depressivo não se agrave. A família e amigos têm papel fundamental nessa etapa e precisam incentivar o paciente a procurar o tratamento correto e não ter vergonha de usar o aparelho auditivo.

O processo de adaptação aos aparelhos pode ser um pouco complicado no início, até que o cérebro se acostume com os estímulos. Mas, após isso, os resultados são sempre muito satisfatórios e a pessoa pode retornar às suas atividades normalmente. O acompanhamento psiquiátrico também pode ser necessário em algumas ocasiões.

Se você sofre com perda auditiva, quer recuperar a saúde auditiva e ter mais qualidade de vida, entre em contato conosco!

Encontre uma loja

SAO PAULO CAPITAL

ALTO DA LAPA

Rua Cerro Corá, 550 - 6A

Telefone: (11) 3021-1130

HIGIENÓPOLIS

Rua Mato Grosso, 306

Telefone: (11) 3129-7577

JARDINS

Rua Caconde, 219

Telefone: (11) 3051-4284

MOEMA

Av. Jurucê, 307

Telefone: (11) 2364-1050

MORUMBI

Rua dos Três Irmãos, 78 - Vila Progredior, São Paulo - SP, Brasil

Telefone: (11) 3721-7301

SANTO AMARO

Rua Alexandre Dumas, 675

Telefone: (11) 3078-1768

SANTANA

Rua Conselheiro Moreira de Barros, 840

Telefone: (11) 2281-6465

TATUAPÉ

Rua Serra de Bragança, 1629

Telefone: (11) 2225-0946

VILA MARIANA

Rua Luiz Góis, 1404

Telefone: (11) 5071-5049

DOMICILIAR E OUTRAS REGIÕES

Telefone: (11) 3052-4106


GRANDE SÃO PAULO

Osasco

R. Ten. Avelar Píres de Azevedo, 56 - Centro, Osasco - SP, Brasil

Telefone: (11) 3683-3940

ALPHAVILE

Praça das Rosas, 20 Térreo - Alphaville Comercial, Barueri - SP, Brasil

Telefone: (11) 4193-3965 / 4191-0574

GUARULHOS

Av Dr. Renato de Andrade Maia, 748

Telefone: (11) 2229-5637


SAO PAULO LITORAL

Ubatuba

R. Conceição, 580 - Centro, Ubatuba - SP, Brasil

Telefone: (12) 3211-6818

CARAGUATATUBA

R. Teotino Tibiriçá Pimenta, 391 - Centro, Caraguatatuba - SP, Brasil

Telefone: (12) 3883-3398

SANTOS

R. Dr. Cunha Moreira, 255 - Encruzilhada, Santos - SP, Brasil

Telefone: (13) 3349-3351


PARCERIA AUTORIZADA ÓTICAS CAROL

Pinheiros

Rua Teodoro Sampaio, 2136 - Pinheiros, São Paulo - SP, Brasil

Telefone: (11) 3031-1143 / 3031-4995